• +55 11 98718-4240
  • oswrod@uol.com.br

Oswaldo M. Rodrigues Jr.
Psicólogo Licenciado — CRP 06/20610-7

Graduado em Psicologia pela Universidade São Marcos (1984) e mestrado em Psicologia (Psicologia Social) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1996). Atualmente é conselheiro da Associação Brasileira para o Estudo da Inadequação Sexual, Assessor de Publicações da ALAMOC – Asociación Latinoamericana de Análisis del Comportamiento y Terapia Cognitivo-Comportamental, Assessor de Relações Internacionais da Sociedade Numismática Brasileira, coordenador do grupo de pesquisas do Instituto Paulista de Sexualidade e diretor e psicoterapeuta sexual e de casais do Instituto Paulista de Sexualidade. Tem experiência na área de Psicologia, com ênfase em Intervenção Terapêutica, atuando principalmente nos seguintes temas: disfunções sexuais, terapia sexual, sexologia, sexualidade e psicoterapia de casais.

Desde 1997 produz boletins informativos com informações relacionadas a sexualidade, notícias, comunicações e eventos no Brasil e no mundo.

Atua na ABEIS – Associação Brasileira para o Estudo da Inadequação Sexual desde 1987 na qualidade de membro do Conselho de Administração e Orientação, foi Tesoureiro (2001), Secretário Geral (2001-2003) e Presidente (2005-2007), organizando simpósios, reuniões científicas e congressos para o debate de pesquisas e comunicação de resultados sobre a busca do bem estar e saúde sexual no Brasil.

Prestou serviços de Terapia Sexual ao Instituto H. Ellis (1984-1998), para o qual dirigiu a equipe de psicologia e terapia sexual e participou da coordenação dos cursos de Terapia Sexual e o de Especialização Livre em Sexualidade, extinto desde 1996, em prol dos cursos de pós-graduação em Educação Sexual e Terapia Sexual, da Sociedade Brasileira de Sexualidade Humana, nos quais lecionou até 1998.

Em 1996 funda o InPaSex – Instituto Paulista de Sexualidade, para atuar em queixas sexuais a partir da perspectiva da Psicologia, inserindo o tratamento dos problemas sexuais na estrutura dos casais, facilitando e melhorando os resultados da terapia sexual. O grupo conta a partir de 2013 com especialistas em tratamento de questões sexuais: Carla Zeglio, Diego H. Viviani, Carolina Fernandes e Giovanna Lucchesi.

O InPaSex conta com um grupo especial que ao longo dos meses mantém estudos e pesquisas sobre as questões envolvidas na sexualidade e no trabalho com terapia sexual, o GEPIPS – Grupo de estudos e Pesquisas do InPaSex, que tem se apresentado em congressos de sexologia, medicina e, em especial, de psicologia no Brasil, na América Latina e na Europa. No segmento da educação especializada, o InPaSex mantém vários cursos de atualização em Sexualidade e terapia sexual.

Tem atuado na Sociedade Brasileira de Sexualidade Humana, da qual participou da Diretoria em quatro mandatos consecutivos, de 1991 a 1999. Atualmente é membro do Conselho Científico da entidade.

Em outubro de 1998 é eleito Secretário Geral da FLASSES – Federação Latinoamericana de Sociedades de Sexologia e Educação Sexual – até o ano de 2002 com a missão de criar formas de comunicaçao entre as sociedades, a exemplo do boletim eletrônico mensal FLASSES On Line;
Em outubro de 1998 participa da fundação da Associação Latinoamericana de Psicólogos Sexólogos – ALAPSISEX – assumindo, na Diretoria, o cargo de Secretário Geral (1998-2000).

Atuou como professor universitário junto à Unimarco de 1984 ao final de 1990. Tem atuado como professor convidado em cursos de pós-graduação relacionados à sexualidade no Brasil e no exterior.

Em julho de 1998 cria, em conjunto com os Psics. Angelo Monesi e Aparecida Favoreto, a revista Terapia Sexual – Clínica, Pesquisa e Aspectos Psicossociais, para permitir a publicação e debate de artigos de interesse aos terapeutas sexuais brasileiros, reforçando o papel da psicologia na solução de problemas sexuais. O primeiro número de cem páginas saiu em setembro de 1998. A periodicidade semestral com exemplares de 120 páginas e artigos de vários especialistas brasileiros e latinoamericanos tem sido bastante elogiada e preenchendo um nicho que se encontrava aberto nesta área de estudos da sexualidade; em quatro números até o final de 1999, foram 28 artigos representando vários países latinoamericanos com textos de importância para o trabalho com terapia sexual.

A atuação clínica tende a ser específica com questões sexuais, a chamada Terapia Sexual.

Entre 2001 e 2005 atuou como Secretário Geral e Tesoureiro da WAS – World Association for Sexual Health, para a qual também foi membro do Conselho Consultivo (2001-2009) e membro do Comitê Científico Internacional (2001-2011).